Menu

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Correa conta os minutos para o título

Volante do Atlético vive expectativa de conquistar primeiro caneco pelo clube mineiro

O volante Correa chegou ao Atlético no meio da temporada passada, caiu nas graças do torcedor e agora tenta retribuir o carinho recebido com o primeiro título pelo clube.

O jogador garante estar contando as horas para que comece a decisão do Campeonato Mineiro contra o Ipatinga, domingo, às 16h, no Mineirão. A ansiedade existe, ainda que levantar taça não seja novidade na carreira do camisa 77 de 2009.

– A expectativa é grande, bate aquela ansiedade normal que acontece antes de grandes jogos, mas temos de estar concentrados. Precisamos descansar bem, alimentar e treinar para chegarmos inteiros para a decisão do título – disse Correa.

A despeito a importância menor dada aos Estaduais, o volante atleticano quer a conquista de qualquer jeito, uma vez que a cobrança é grande por conquistas em clube grande.

– Falam muito de campeonato estadual, mas todo título é importante. Existe a cobrança em clubes de grande porte por conquistas e vamos em busca dessa primeira taça já no começo da temporada – disse Correa.

Respeito ao Ipatinga é a palavra de ordem entre os jogadores do Atlético-MG

Atletas tentam controlar a ansiedade na véspera da decisão do título mineiro

A frase mais usada pelo elenco do Atlético-MG no treinamento desta sexta-feira foi a seguinte: ‘temos que ter os pés no chão’. Afinal de contas, segundo o próprio técnico Vanderlei Luxemburgo, o título mineiro ainda não está ganho. O Galo encara o Ipatinga neste domingo, às 16h (de Brasília), pela partida decisiva do Campeonato Mineiro. Para ser campeã, a equipe alvinegra por até mesmo perder por um gol de diferença.

Mas nem com toda essa vantagem, os jogadores atleticanos entendem que já estão com as mãos na taça. O respeito ao Ipatinga é cobrado internamente, e a concentração total é exigida pelo treinador do Galo.

- Vamos para o tudo ou nada. É o jogo mais importante do Campeonato Mineiro. O torneio ainda não terminou, temos um jogo difícil no domingo. Eles (o Ipatinga) conseguiram duas vitórias sobre o Cruzeiro e um empate conosco. Eles ficaram descansando durante a semana, e nós tivemos uma partida difícil pela Copa do Brasil – disse Vanderlei Luxemburgo, do Atlético.

Todos os 64.800 ingressos já foram vendidos. A torcida do Galo está eufórica, ainda mais depois da ótima vitória sobre o Santos, pela Copa do Brasil. A festa já está preparada.


- A expectativa é grande, a ansiedade é natural. Mas a euforia fica por conta do torcedor. A gente segue se preparando para um jogo muito difícil no domingo. Temos que consolidar esse título – afirmou o volante Correa, do Atlético.

Por título mineiro, Luxa diz que Atlético-MG terá de lidar com sofrimento

Embora o Atlético-MG possa ser campeão estadual com derrota por um gol de diferença para o Ipatinga, e tenha jogo decisivo pela Copa do Brasil contra o Santos, quarta-feira, o técnico Vanderlei Luxemburgo descartou poupar jogadores na decisão do Campeonato Mineiro no próximo domingo. Para o treinador, a equipe está num momento que não dá para economizar e terá de saber lidar com o sofrimento.

“É momento de decisão, e em momento de decisão você não economiza nada. O atleta tem de ter capacidade de superação muito grande. Você não conquista campeonato sem sofrimento. O sofrimento da concentração, do jogo final sair extenuado, arrebentado, machucado. Aí você conquistará o título, porque trabalhou para conquistar. Não tem essa coisa de economizar”, afirmou.

Luxemburgo admitiu que será difícil fazer com que os jogadores esqueçam a partida contra o Santos na quarta-feira, às 21h50 (horário de Brasília), na Vila Belmiro, que vale vaga nas semifinais da Copa do Brasil. O treinador exige apenas que, ao entrarem em campo diante do Ipatinga, os atletas tenham total comprometimento.

“Não dá para eu falar para meus jogadores esquecerem o jogo de quarta-feira, porque não vão conseguir, alguém vai lembrar. O que nós temos que entender é que o jogo de domingo é final do Campeonato Mineiro, e ali centralizar todas as forças para aquele momento. Como profissional, você tem de viver suas necessidades, as competições que está participando”, afirmou.

“Nós vamos direcionar domingo todas as nossas forças. Vamos entrar para disputar título e temos que entrar com força total e não subestimar o adversário”, acrescentou Luxemburgo

Para a decisão do Estadual, o treinador optou por não indicar qual equipe escalará. Questionado sobre a possibilidade de poupar atletas mais experientes, como Ricardinho ou Júnior, Luxemburgo disse que contará com todos os jogadores.

“Vou escalar, com inteligência, aquilo que entender que é melhor para o jogo de domingo. Por isso, tenho todo o elenco à minha disposição”, observou o treinador.

Na decisão com o Ipatinga, domingo, às 16h (horário Brasília), no Mineirão, o Atlético entra com vantagem de poder perder por um gol de diferença, já que venceu o jogo de ida por 3 a 2. O time da capital fez melhor campanha na primeira fase e por isso joga por dois resultados iguais.

Já na Copa do Brasil, depois de ter vencido a primeira partida no Mineirão por 3 a 2, o time comandado por Vanderlei Luxemburgo precisa de um empate. Caso marque ao menos três gols, a equipe se classificará com derrota por um gol de diferença. Vitória do Santos por 3 a 2 levará à decisão em disputa de pênaltis.

TV Galo HD: Atlético 3 x 2 Santos



Parabéns a equipe da TV Galo que editou o Video.

Luxemburgo desmente a especulação de que poderia se transferir para o São Paulo

Treinador reafirma que ficará no Atlético-MG até o fim do seu contrato

O técnico Vanderlei Luxemburgo foi bem claro ao dizer que pretende cumprir o contrato que tem com o Atlético-MG. O comandante alvinegro tem um compromisso com a diretoria atleticana até o fim de 2011. A declaração surgiu após o treinador ser questionado sobre a possibilidade de assumir o São Paulo, já que Ricardo Gomes estaria na corda bamba, pressionado por alas da diretoria tricolor.

Luxemburgo não confirmou a sondagem do São Paulo, embora também tenha dito que surgiram algumas propostas. Porém, a ideia é permanecer no Galo e, como ele próprio diz, conquistar títulos em Belo Horizonte.

- O São Paulo não vai me contratar. Eu fico no Atlético até o fim do ano que vem. Alguns clubes me ligaram e começaram a fazer propostas, mas eu não dei andamento. Todos podem me fazer propostas. Estou aberto, como qualquer outro profissional. Mas eu quero ficar no Atlético. Minha ideia é cumprir meu contrato até o ano que vem – afirmou o treinador do Atlético, Vanderlei Luxemburgo.

O técnico também foi provocado a falar mais uma vez sobre as declarações de Mano Menezes, treinador do Corinthians, que disse que ‘certas pessoas mudaram de opinião ao pedir Neymar na seleção brasileira’. Luxemburgo retrucou o corintiano mais uma vez.


- O Mano ficou constrangido em falar meu nome. O Mano sempre está querendo dar uma entrada em mim, mas não cita meu nome. Eu já disse, pode citar – disse Luxemburgo.

Luxemburgo foi acusado de não ter aproveitado Neymar, Paulo Henrique Ganso e André quando ainda era treinador do Santos. O técnico do Galo rebateu as críticas e disse que usou os três atletas dentro do possível e do que entendia ser o melhor para a equipe paulista.

Resposta de ucranianos sobre Correa deve chegar ao Atlético-MG na 4ª

O empresário do volante Correa, Giuseppe Dioguardi, informou nesta sexta-feira, por meio de seu twitter, que o Atlético-MG terá uma resposta do Dínamo de Kiev possivelmente na próxima quarta-feira sobre a renovação do contrato do jogador.
“Devido aos feriados, o Dinamo Kiev responderá após quarta-feira se reemprestará e por quanto o Correa”, disse Giuseppe Dioguardi, em seu twitter. O contrato do volante com o Atlético termina em junho.
Desde o final da temporada passada, a diretoria atleticana havia manifestado o interesse de prorrogar o empréstimo do volante junto ao clube da Ucrânia. Correa já declarou também que sua vontade é de permanecer no Atlético pelo menos até o final da temporada.
Porém, como Correa já havia antecipado e foi confirmado por Giuseppe Dioguardi, para ter o futebol do jogador até o final de 2010, o Atlético terá de pagar uma quantia, que ainda será decidida pela diretoria do Dínamo de Kiev.
Contratado em agosto de 2009, Correa virou titular do Atlético, que era comandado pelo técnico Celso Roth, demitido depois do Campeonato Brasileiro. Com a chegada de Vanderlei Luxemburgo, o volante tem atuado entre os titulares.

Cáceres é convocado para a Seleção Paraguaia


 O zagueiro Cáceres foi convocado para Seleção Paraguaia que disputará um amistoso contra a Coréia do Norte, em 15 de maio, em Genebra, na Suíça,como parte dos preparativos para a Copa do Mundo da África do Sul. O defensor irá se apresentar após a partida da próxima quarta-feira, contra o Santos, pela Copa do Brasil.

Via ( Site do Galo)

Campanha: Tardelli ilustre a taça com a flanelinha

Ae galera, a pedido dos torcedores atleticanos que sempre visitam o blog ESPAÇO CAM vou ajudar a divulgar a campanha:


 Galera nos ajudem a divulgar essa menssagem, ela tem que chegar no tardelli ate domingo antes do jogo

Obrigado pela atenção
Blog Espaço CAM

Mais informações com a blogueira que me passou a informação sobre essa campanha Hellem CAM
Twitter
Blog

Perto de seu 1º título pelo Atlético, Tardelli quer ser decisivo domingo

No Atlético-MG desde o começo do ano passado, quando foi indicado pelo então técnico Emerson Leão, o atacante Diego Tardelli poderá conquistar o primeiro título com a camisa atleticana no próximo domingo. E o jogador espera ser mais uma vez decisivo diante do Ipatinga, pela final do Campeonato Mineiro.
O atacante atleticano reconhece que a vantagem conquistada pelo Atlético de poder perder por um gol de diferença é boa e deixa o time próximo à conquista. “O título está em nossas mãos” disse Diego Tardelli, que destaca que um gol poderá deixar a final ainda mais tranquila.
“Vamos procurar fazer mais um gol que aí complica ainda mais para o Ipatinga, pois nossa vantagem vai ser ainda maior. Mas temos de jogar com inteligência para não ser surpreendido”, acrescentou Diego Tardelli.
Apesar da vantagem, o atacante mantém o respeito ao adversário mineiro. “O Ipatinga é uma grande equipe, já mostrou isso contra o Cruzeiro quando venceu no Mineirão. Então temos de ter respeito e entrar dedicados”, comentou Tardelli que espera ser decisivo no confronto. “Espero estar em mais um dia inspirado e ser decisivo para conquistar o meu primeiro título com o Atlético”, acrescentou.
Já o lateral-esquerdo Leandro, que busca sua quarta conquista do Estadual Mineiro, já que venceu outras três vezes com a camisa do rival Cruzeiro, destaca que o título do Mineiro será o mais importante da sua carreira. “Todos procuram ser campeões, eu não sou diferente, quero ser campeão, este será o título mais importante da minha carreira, vou lutar muito para conquistar”, disse.
Caso se consagre campeão no domingo, o Atlético chegará a sua 40ª conquista estadual.“É muito título, já não tem mais nem lugar para pendurar tantas faixas na parede. Mas ser campeão é muito importante, motiva o time, os jogadores e também a torcida. Todo mundo busca isso”, comentou Leandro.

Atlético-MG bate recorde de público e tem melhor média na Copa do Brasil

Torcida do Galo é a mais assídua em jogos como mandante na competição. Quatro times do Nordeste vêm a seguir

A torcida do Atlético-MG vem dando provas de sua importância nesta Copa do Brasil. Na partida contra o Santos, pelas quartas de final, na quarta-feira, 46.239 pagantes assistiram à vitória atleticana por 3 a 2, recorde de público na competição. O comparecimento em massa da torcida no Mineirão deixou o clube de Belo Horizonte com a melhor média do torneio: 32.962 torcedores, após três partidas como mandante.

Depois do Galo, as outras quatro melhores médias de público provêm do Nordeste: Santa Cruz (média de 28.174 em três jogos), Bahia (21.718 em um jogo), Sport (20.600 em dois jogos) e Ceará (18.361 em um jogo). Nenhuma destas equipes atingiu as quartas de final da competição.

Veja os videos da Torcida do Galo no jogo contra o Santos



Paulo César Oliveira vai apitar finalíssima do Campeonato Mineiro

Trio de abritragem de Atlético-MG x Ipatinga será todo 'importado'

A finalíssima do Campeonato Mineiro, no próximo domingo, terá uma arbitragem 'importada'. A Federação Mineira de Futebol anunciou que o árbitro paulista Paulo César Oliveira vai apitar a partida entre Atlético-MG e Ipatinga, às 16h (de Brasília), no Mineirão. O juiz da Fifa vai ser auxiliado por Alessandro Matos (Fifa-BA) e Marcelo Gasse (SP).

No primeiro jogo da final, vencido pelo Galo no último domingo (3 a 2), também foi escalado um árbitro da Fifa: Sálvio Spíndola Fagundes.

A arbitragem no Campeonato Mineiro gerou muitas críticas de representantes de clubes durante a competição. Irritado com a atuação do juiz Ricardo Marques Ribeiro na segunda partida semifinal contra o Cruzeiro, o presidente do Ipatinga, Itair Machado, exigiu que fossem escalados na decisão trios de arbitragem de fora de Minas Gerais. Caso contrário, ameaçava não levar o Ipatinga a campo ou escalar um time de juniores.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Aranha se recupera, faz grande partida e deixa as críticas para trás no Galo

Goleiro do Atlético, que chegou a ser testado no início do ano, já recebe elogios dos torcedores

Mesmo levando dois gols, o goleiro Aranha teve uma atuação de gala diante do Santos, pelas quartas de final da Copa do Brasil (assista aos melhores momentos), no Mineirão. Com defesas elásticas e de puro reflexo, o atleta mostrou que está recuperado de algumas partidas inseguras do passado.

Se não sofrer gols nas duas próximas partidas, Aranha garantirá ao Atlético, além do título do Campeonato Mineiro, a vaga nas semifinais da Copa do Brasil. O Galo encara o Ipatinga, neste domingo, às 16h (de Brasília), na decisão do Estadual. Na próxima quarta-feira, às 21h50m, o compromisso será com o Peixe, na Vila Belmiro.

- Nós, que somos profissionais, não podemos ficar irritados com cobranças que vêm de fora. Foi o que eu fiz. Trabalhei e me recuperei. Contra o Santos, a gente jogou bem e conseguiu fazer uma vantagem. Nosso time jogou bem, não somente eu, mas toda a equipe - diz Aranha, dividindo os elogios.

No início da temporada, o técnico Vanderlei Luxemburgo chegou a admitir dúvidas em relação a quem seria o titular do gol do Galo. Tanto que testou Aranha e Carini nas duas primeiras partidas do Campeonato Mineiro. Aranha enfrentou o América, e Carini, o Tupi. A escolha por Aranha foi muito contestada, mas o goleiro - aos poucos - mostrou que o treinador estava correto.

Contratado pelo Galo para o Brasileiro de 2009, Aranha atuou por 13 vezes na competição, sofrendo 14 gols. Neste ano, o goleiro disputou 17 partidas, com 18 gols sofridos.

Para Luxa, valorização da Sul-Americana exigirá investimento dos clubes

A decisão da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) de classificar o campeão da Copa Sul-Americana de 2010 para a Libertadores do próximo ano vai valorizar o torneio, ao mesmo tempo que exigirá maior investimento dos clubes participantes. A opinião é do técnico Vanderlei Luxemburgo, do Atlético-MG, um dos representantes brasileiros no certame.
“Esta competição deu uma valorizada em função da vaga na Libertadores, mas o custo disso vai ser muito alto para os clubes, vai ser cobrado agora como uma competição importante e o custo vai ficar alto”, observou Vanderlei Luxemburgo.
Ele lembrou que no primeiro semestre tem o Campeonato Estadual, a Copa do Brasil e o começo do Campeonato Brasileiro. No segundo semestre tem o Brasileiro e a Sul-Americana. “Se você somar quantos jogos você vai fazer na temporada, você vai ter de ter um elenco muito maior e o custo para montar isso é grande”, destacou.
De acordo com Vanderlei Luxemburgo, a decisão da Conmebol, anunciada na última quarta-feira, exigirá um novo planejamento para a disputa. “Então, temos de repensar e conversar com o presidente sobre a parte financeira a possibilidade de contratar”, salientou.
Segundo ele, será preciso pensar não apenas em aumentar, mas também em qualificar o elenco atleticano. “Todo mundo colocava o time reserva, jogadores juniores, mas agora se colocar todo mundo vai dar pancada por dar vaga para a Libertadores”, disse o treinador.

Jogos - Ao Vivo Canal 2

1) Ao acabar a propaganda clique no xclose

2) Se a tela ficar vermelha ou vier só audio sem imagem, clique sobre ela com o botão direito e escolha a segunda opção


Watch live video from www.obostontv.com on Justin.tv

Diego Tardelli diz que se sentiu um "menino em campo" contra o Santos

Autor dos três gols do Atlético-MG na vitória sobre o Santos, por 3 a 2, na noite de quarta-feira, no Mineirão, pelas quartas de final da Copa do Brasil, o atacante Diego Tardelli considera que sua atuação marcou o retorno da boa fase. “Apesar da minha idade me senti um menino em campo”, disse.

“Procurei voltar a assumir o meu papel de ser decisivo ao time. Ano passado tive importância grande durante o ano e nesta temporada estou me conscientizando que preciso voltar a ser decisivo”, afirmou Diego Tardelli, que revelou ter conversado bastante com o técnico Vanderlei Luxemburgo. “Ele vem me ajudando e apoiando, me deu dicas de como ser objetivo, acho que vem sendo esta a grande diferença”, complementou.

Para o atacante atleticano, o momento que vivem na partida em que o Atlético-MG derrotou o Santos foi “sem dúvida” o mais importante desde que chegou ao alvinegro mineiro, no início de 2009. “Foi um jogo diferente, contra um grande time, o Santos tem uma boa equipe, foi um jogo transmitido para todo o Brasil. Então, fazer três gols em uma partida como essa é muito diferente. Fiquei muito contente”, afirmou.

Para Diego Tardelli, não mudou muito a maneira que ele atuou contra o Santos em relação aos jogos disputados anteriormente, nessa temporada. “A mudança maior foi em relação ao meu preparo físico. Depois que voltei a jogar e me recuperei da lesão passei a ter mais confiança, mais ritmo de jogo. A torcida voltou a confiar em mim e isso vem me ajudando”, explicou.

Tardelli marca três e assume artilharia do Galo na temporada

Com os três gols anotados na vitória do Atlético por 3 a 2, contra o Santos, nesta quarta-feira, em partida válida pelas quartas de final da Copa do Brasil, o atacante Diego Tardelli assumiu a artilharia do Galo na temporada, com 13 tentos.

Tardelli balançou as redes seis vezes no Campeonato Mineiro e sete na Copa do Brasil. "Hoje foi um dia iluminado para mim, por ter feito três gols em um jogo importante, de classificação para uma semifinal", disse após a vitória sobre o Santos.

O vice-artilheiro do Atlético em 2010, com 12 gols marcados, é Obina, que sofreu grave lesão no tornozelo e só voltará a jogar depois da Copa do Mundo. O volante Fabiano está na cola de Obina, com 11 tentos anotados.

Tire suas conclusões

Ingressos para a final do Campeonato Mineiro estão esgotados

Torcida do Galo comprou 64.800 bilhetes para o duelo contra o Ipatinga

A torcida do Atlético-MG foi em peso às bilheterias e comprou todos os ingressos para o jogo decisivo contra o Ipatinga, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Mineirão. Como venceu a primeira partida por 3 a 2, o Galo pode até perder por um gol de diferença que, mesmo assim, garantirá o título estadual. Ao todo, 64.800 ingressos foram vendidos.

Para a partida contra o Santos, nesta quarta-feira, pelas quartas de final da Copa do Brasil, os torcedores atleticanos adquiriram 42.409 ingressos até o fim da tarde desta terça-feira.

Nesta quarta, a venda prosseguirá nos seguintes pontos de venda:

9h às 15h – sede de Lourdes e Labareda
9h às 22h35m – bilheteria 3 do Mineirão
19h às 22h35m – bilheterias 1 e 2 e guichês dos portões 1 e 14 do Mineirão
19h às 23h05m – bilheteria 4 do Mineirão

Preços:
Cadeira especial – R$ 50
Cadeira de setor e superior – R$ 25
Geral – R$ 10

Luxa quer repetir na Vila Belmiro feito atleticano na Ilha do Retiro

O técnico Vanderlei Luxemburgo usou o exemplo do confronto contra o Sport, pela terceira fase da Copa do Brasil, para destacar a importância de o Atlético-MG levar a vantagem de jogar pelo empate no segundo jogo com o Santos, pelas quartas de final da competição, na semana que vem.
“Vai ser igual, da mesma forma que a gente venceu o Sport aqui, 1 a 0 foi pouco, o Santos vai ter de jogar para ganhar da gente, um gol nosso lá muda”, disse Vanderlei Luxemburgo. Contra o Sport, depois de ganhar no Mineirão pelo placar mínimo, o time atleticano derrotou o rubro-negro, por 2 a 0, na Ilha do Retiro.
Para o treinador, não dá para lamentar o segundo gol do Santos, marcado pelo zagueiro Edu Dracena. Antes disso, o Atlético-MG poderia perder por um gol de diferença na Vila Belmiro, que se classificaria.
“Você tem de atribuir à qualidade dos jogadores. Os jogadores do Santos são talentosos, passou um por trás, trocaram passes, então você tem de enaltecer o talento”, observou.
Segundo Luxemburgo, tudo pode acontecer no jogo da volta pelas quartas de final da Copa do Brasil. “O Santos pode ganhar na Vila Belmiro, mas nós podemos chegar lá e classificar, temos dois resultados favoráveis e vamos jogar com isso. Um gol nosso muda a história”, disse.
Em Belo Horizonte, o treinador destacou o bom futebol apresentado pelas duas equipes. “Foi um grande jogo como era a expectativa nossa, as equipes procuram jogar futebol, agredindo o adversário, estiveram bem postadas, conseguimos fazer os três gols, jogamos contra equipe muito boa”, ressaltou.
Luxemburgo fez questão de dizer que falaram muito sobre a inexperiência do time do Santos, mas que isso não existe. “Analisei com meus jogadores, antes da partida, na palestra, que inexperiente tem o Paulo Henrique, que jogou muito ano passado comigo e é muito talentoso, o André e o Neymar, que não jogou”, afirmou. “Experiente tem Edu Dracena, Durval, Arouca. Marquinhos”, acrescentou.

Para o treinador, é uma “grande bobagem” dizer que o Santos vai tremer e sentir. “Sabia que o Santos estava preparado para jogar aqui pela experiência e qualidade de seus jogadores”, enfatizou.

Preocupação no Atlético-MG é a recuperação física dos atletas

Depois da vitória por 3 a 2, sobre o Santos, pela Copa do Brasil, o técnico Vanderlei Luxemburgo volta as atenções para a final do Campeonato Mineiro no próximo domingo. O treinador vai analisar a condição física dos jogadores para escalar o time titular do Atlético-MG.
“O primeiro ponto que eu tenho de fazer é recuperar os atletas e a analise que eu faço da recuperação deles é este está descansado, este outro não, então o importante é que o atleta que eu colocar no domingo ele vai estar recuperado para jogar”, disse Vanderlei Luxemburgo.
O elenco atleticano se reapresentará ao treinador já na tarde desta quinta-feira, na Cidade do Galo, em Vespasiano, quando os atletas iniciarão a preparação para o confronto contra o Ipatinga, no próximo domingo, às 16h (horário de Brasília), no Mineirão.
Luxemburgo destacou que priorizará a recuperação dos atletas para a finalíssima do Mineiro. “Comida, alimentação e dormir, tem de botar os caras para recuperar, descansar. Mas temos uma situação lá na Cidade do Galo que nos oferece esta possibilidade”, comentou.
Segundo ele, o Atlético tem uma estrutura com fisiologistas, nutricionistas que vão colocar os jogadores para se recuperarem para a decisão. “Isso é gostoso, jogar jogos decisivos é muito bom para os atletas, ruim é quando não tem estes jogos decisivos”, destacou.
O treinador atleticano reconheceu que os jogadores sentiram o desgaste na partida contra o Santos, na última quarta-feira. Porém, segundo Luxemburgo, isso é normal ocorrer em uma equipe em formação como a do Atlético.

“Meus jogadores sentiram muito, estavam cansados, mas isso é normal de uma equipe que está sendo montada. Quando está sendo montada, você tem dificuldades na parte física, pois o desgaste é muito grande”, acrescentou Luxemburgo.
O treinador reconhece que o Ipatinga, que teve a semana livre para treinar poderá ter vantagem na parte física. “Agora vamos descansar, nos preparar, pois temos uma decisão domingo contra uma equipe que está treinando sem jogar e vai nos dificultar muito e está mais descansada”, finalizou.
O Atlético, que venceu por 3 a 2 o primeiro jogo, pode perder por um gol de diferença, no próximo domingo, no Mineirão.

Melhores Momentos Galo 3x2 Santos

Luxemburgo pede contratações para usar titulares na Copa Sul-Americana

Para o treinador atleticano, a importância da competição cresceu ao mesmo tempo que o custo das equipes

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) divulgou que o campeão da Copa Sul-Americana terá vaga garantida na Taça Libertadores de 2011. Até a última edição, o único direito era a participação na Recopa Sul-Americana, contra o campeão da Libertadores.

É mais uma motivação para as equipes disputarem a competição internacional com os times titulares. Nas edições anteriores, poucos brasileiros colocavam em campo o que tinham de melhor, já que a Copa Sul-Americana se realiza paralelamente ao Campeonato Brasileiro. Com a nova regra, os treinadores deverão pensar duas vezes antes de escalar reservas e juniores.

- A competição ganhou importância, mas o custo aumentou bastante. Agora, se eu colocar um time reserva, vão me cobrar bastante, já que a Sul-Americana vale alguma coisa. Tenho que conversar com o presidente e ver a possibilidade de contar com um elenco maior. Senão fica complicado – afirmou o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Na primeira fase da Copa Sul-Americana, o Galo vai pegar o Prudente. Os outros confrontos entre brasileiros são os seguintes: Palmeiras x Vitória, Avaí x Santos e Grêmio x Goiás. As datas das partidas ainda não foram definidas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A primeira rodada deve acontecer nos dias 1° e 8 de setembro.

Edison Mendez deve chegar a Belo Horizonte na próxima semana

Porém, meia da LDU só poderá vestir a camisa atleticana após o Mundial

Após a vitória sobre o Santos, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o Galo volta as atenções para o Campeonato Mineiro. No domingo, o time alvinegro enfrenta o Ipatinga, no Mineirão, às 16h (de Brasília), pela partida decisiva da competição estadual.

E, em meio à alegria pela vitória, o torcedor do Galo teve mais uma boa notícia. Apesar de não ser confirmado pela diretoria atleticana, O meia Edison Mendez, da LDU, do Equador, deve se apresentar em Belo Horizonte na próxima semana. O jogador, contratado em março, deve fazer sua última partida pela LDU no fim de semana, diante do Deportivo Cuenca.

Porém, Mendez não poderá jogar imediatamente. Para vestir a camisa atleticana, o meia terá que esperar a próxima janela de transferência. Assim, apenas após a Copa do Mundo, em julho, Mendez terá a possibilidade de estrear no futebol brasileiro.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Atlético x Santos: duelo para balançar o Mineirão

Alvinegros iniciam nesta quarta-feira disputa por vaga na semifinal da Copa do Brasil. Galo conta com estádio lotado para superar Peixe

De um lado, o Atlético de Vanderlei Luxemburgo, Diego Tardelli e do Mineirão lotado. Do outro, o Santos dos meninos da Vila, Robinho e o futebol mais badalado do momento no Brasil. Em disputa a vaga na semifinal da Copa do Brasil. O confronto começa nesta quarta-feira. Às 21h50, o Galo recebe o Peixe no Mineirão. A partida de volta será na quarta-feira da próxima semana na Vila Belmiro, também às 21h50.

“É um jogo que vem sendo noticiado da forma como tem que ser. O Atlético vem numa crescente, o Santos é o time do momento no Brasil, com grandes jogadores, é o time que dá espetáculo. A expectativa é de um grande jogo. O Atlético está preparado para jogar uma grande partida, e de decisão”, ressaltou Luxemburgo.

Será o reencontro do treinador com a equipe que comandou na temporada passada, quando chegou a deixar na reserva Neymar e Paulo Henrique Ganso, destaques do Santos este ano. Luxemburgo evitou polêmica. “O jogo é contra o Atlético. Vocês vão falar contra o Vanderlei, vão tentar criar um clima jogando o pessoal de lá contra mim, porque o Neymar ficou fora comigo e eu o chamei de ‘filé de borboleta’. Não é saudável isso”, disse. Neymar, inclusive, nem estará em campo. Com uma lesão no olho, o atacante foi vetado.

Já boa parte de quem irá a campo pelo Galo é segredo. Vanderlei Luxemburgo orientou, nesta terça-feira, um treino tático fechado à imprensa. “Não é mistério. É trabalho. Montei a equipe, fiz um trabalho tático”, disse o técnico, que pode armar o time com três ou dois zagueiros: “O importante é o jogador ter o discernimento dos esquemas. Se eu usar três zagueiros, eles sabem como se posicionar, ora com três volantes ora com dois meias”. O treinador atleticano admitiu que uma das preocupações é anular os pontos fortes do Santos: “Temos que ter uma preocupação maior em relação a algumas coisas que o Santos tem forte, para neutralizarmos o adversário”.


Mineirão lotado

Apoio não vai faltar ao Atlético nesta quarta-feira. Antecipadamente, foram vendidos, até o final da tarde desta terça-feira, 42.409 ingressos.

“Temos que fazer um bom resultado, de preferência sem tomar gol em casa. Acho que todos os times que vierem aqui no Mineirão têm que sentir a força do Atlético e de sua torcida”, disse o lateral Júnior.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO
X
SANTOS
Escalação
Aranha; Carlos Alberto, Werley, Jairo Campos e Leandro; Zé Luís, Correa, Fabiano e Júnior; Diego Tardelli e Muriqui
Felipe; George Lucas, Edu Dracena, Durval e Pará; Arouca, Wesley, Marquinhos e Paulo Henrique; Robinho e André
Técnico
Vanderlei Luxemburgo
Dorival Júnior
Gols
-
-
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (CBF-PR) e Bruno Boschillia (CBF-PR)
Motivo: Jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil

Comente e Dê dua opinião sobre esse jogaço

Zagueiro Werley quer evitar espaços para o ataque do Santos

Em cinco jogos disputados pela Copa do Brasil, o Santos, adversário do Atlético-MG, nesta quarta-feira, às 21h50, no Mineirão, marcou 25 gols, média de cinco por partida. Apesar da eficiência ofensiva do time santista, o zagueiro atleticano Werley considera que “marcar em cima” os jogadores santistas é a chave para um bom resultado dos times da casa.

“Não pode dar espaço para o Santos. Tem sempre que marcar em cima. Eles são fortes na bola parada. Então, concentração e atenção são fundamentais. Será um jogo difícil, mas nossa equipe está bem e pronta”, ressaltou Werley, que tem sido titular da zaga do Atlético-MG, independente do esquema tático adotado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo: 4-4-2 ou 3-5-2.

Apesar de destacar a qualidade do Santos, o zagueiro Werley disse não temer a equipe paulista. “Fico tranquilo, são jogadores jovens, de muita qualidade, que se entrosaram bem este ano e estão conseguindo os resultados”, avaliou.

“Ano passado, com o Neymar no time, com o Ganso eles não foram tão bem. Este ano eles estão encaixados, ganhando, mas o time não é só o Neymar, ou o Robinho. Tem o Dracena, o Durval lá atrás, que dão base para eles. Mas eu fico tranquilo em enfrentar o Santos”, enfatizou.

O zagueiro atleticano minimiza a ausência de Neymar, embora a considere positiva para o clube mineiro. “Claro que é bom, o Neymar é um ótimo jogador, mas não é só ele, tem o Robinho, o Ganso, o André, o Wesley que são ótimos jogadores. Vai ser um jogo difícil com ou sem o Neymar.
Não é só porque o Santos não vai ter o Neymar que vai ficar mais fácil”, analisou.

Contra "time do momento", Luxa descarta marcação individual

Contra o “time do momento”, como o Santos foi definido pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, o Atlético-MG não fará marcação especial sobre determinados jogadores especificamente. “Tem de ter uma preocupação com um todo. Você não pode marcar só o Robinho, o Ganso e o Neymar”, observou o treinador, que trabalhou na Vila Belmiro até o final de 2009.

“O Santos tem um time de qualidade, então como aconteceu diante do Santo André, aparece um Wesley e decide, um Arouca. Então, tem de marcar um todo”, comentou Luxemburgo, que não poupou elogios ao adversário atleticano, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Segundo ele, o Santos é um time formado por grandes jogadores, que dá espetáculo e que atua dentro das características do futebol brasileiro. Por isso, Luxemburgo acredita que a expectativa é de um grande jogo.

“Sabemos do potencial do Santos, da grandeza do clube e dos grandes jogadores que têm lá, mas o Atlético vem numa crescente e está preparado para jogar grande jogo e jogar um jogo de decisão”, destacou. “O time ainda este em formação, falta ainda alguma coisa, mas o time está pronto para o jogo”, complementou.

O treinador atleticano lembra que é um jogo que vem sendo esperado e muito falado. “O Atlético esta bem, crescendo, o Santos é um time badalado, que vem dando show, então será uma partida boa, mas o time sabe o que fazer”, ressaltou.

Luxa faz mistério sobre escalação do Galo para jogo contra o Santos

Técnico deve colocar em campo equipe no esquema 4-4-2

O técnico Vanderlei Luxemburgo escondeu a escalação do Atlético para a partida desta quarta-feira, às 21h50m (de Brasília), no Mineirão. O jogo é válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O comandante alvinegro decidiu fazer um trabalho mais longo sem a presença da imprensa. No último treinamento na Cidade do Galo, Luxemburgo não deu nenhuma dica de como vai entrar em campo, para enfrentar uma das sensações do futebol brasileiro.

- Não é mistério. A gente trabalhou tranquilo e, depois, liberei a presença de vocês (repórteres). Eu procuro conciliar o trabalho de todos e espero que a imprensa compreenda. Todos têm que entender – falou o técnico do Atlético, Vanderlei Luxemburgo.

Sobre a escalação, Vanderlei disse que não há razão para divulgar o time titular nesta terça-feira. De qualquer forma, o esquema de jogo será facilmente assimilado pelos jogadores do Galo. A tendência é que o Atlético-MG entre em campo no 4-4-2, como na última partida diante do Ipatinga.

- Os jogadores têm que ter o discernimento do esquema que eu vou usar. Eles já têm o conhecimento. O futebol não é uma ciência exata. O elenco hoje já está identificado comigo naquilo que eu penso. Eles já estão acostumados com qualquer esquema que eu usar. Já entrei no 4-4-2 e no 4-3-3. Porém, nesta quarta-feira, teremos que t

Ingressos para a final do Campeonato Mineiro estão esgotados

Torcida do Galo comprou 64.800 bilhetes para o duelo contra o Ipatinga

A torcida do Atlético-MG foi em peso às bilheterias e comprou todos os ingressos para o jogo decisivo contra o Ipatinga, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Mineirão. Como venceu a primeira partida por 3 a 2, o Galo pode até perder por um gol de diferença que, mesmo assim, garantirá o título estadual. Ao todo, 64.800 ingressos foram vendidos.

Para a partida contra o Santos, nesta quarta-feira, pelas quartas de final da Copa do Brasil, os torcedores atleticanos adquiriram 42.409 ingressos até o fim da tarde desta terça-feira.

Nesta quarta, a venda prosseguirá nos seguintes pontos de venda:

9h às 15h – sede de Lourdes e Labareda
9h às 22h35m – bilheteria 3 do Mineirão
19h às 22h35m – bilheterias 1 e 2 e guichês dos portões 1 e 14 do Mineirão
19h às 23h05m – bilheteria 4 do Mineirão

Preços:
Cadeira especial – R$ 50
Cadeira de setor e superior – R$ 25
Geral – R$ 10

domingo, 25 de abril de 2010

Pra quem Duvida

Ta aí a prova de que somos capazes




Neymar fica internado e não joga contra Galo

O atacante terá que ficar em repouso durante 72 horas

O problema no olho direito de Neymar foi mais grave do que o esperado e o atacante não joga na quarta-feira, contra o Atlético-MG, no Mineirão, pela Copa do Brasil. O atacante foi levado ao Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, após o jogo.
Neymar passou por exames e teve de ser internado. Ele terá que ficar em repouso durante 72 horas e não deve jogar na quarta-feira.

– Ele ficará internado e dormirá aqui no hospital hoje. Depois terá que ficar em repouso por 72h. Detalhes técnicos prefiro não falar. Ele foi examinado pelo doutor Cláudio Lottenberg, que é presidente do hospital e oftalmo, e vai ficar aqui com seus pais – disse Wagner Ribeiro, empresário do atacante do Santos.
Neymar não fará exames esta noite, pois ainda há um sangramento no local.
Ao cair na área do Santo André em jogada com Toninho, o olho direito de Neymar foi atingido pela mão esquerda do próprio atacante. Ele também sofreu um corte na mão e, mesmo com fortes dores no olho, ficou em campo até o intervalo (o atleta se machucou aos 29 minutos).
Na saída do campo, Neymar não deu declarações, mas sinalizou aos repórteres que estava com um problema na visão. O atacante assistiu ao segundo tempo da partida das numeradas do Pacaembu.

Bem contra o Ipatinga, Diego Tardelli alerta o Santos: 'Não temos medo'

Atacante respeita rival, mas promete Galo forte na Copa do Brasil

Após a boa vitória do Galo sobre o Ipatinga por 3 a 2, no Ipatingão, os jogadores já começam a pensar no Santos, adversário desta quarta-feira, pela Copa do Brasil. O jogo promete ser um dos grandes duelos da temporada, principalmente pelo poderio de seus ataques (veja o vídeo com os gols).

Com a situação mais confortável no Estadual – o Galo pode até perder por um gol de diferença que, mesmo assim, garante o título –, o foco agora é a competição nacional. Enfrentar o Santos é encarado como um verdadeiro desafio pelos jogadores atleticanos.

- Sabemos que vai ser difícil. Mas não temos medo de nenhum adversário. Vamos respeitar o Santos, sabemos que é o time do momento, mas vamos tentar um grande resultado – disse o atacante do Atlético, Diego 

O time da Vila Belmiro, com Robinho, Paulo Henrique Ganso e Neymar, também conseguiu boa vantagem no Campeonato Paulista, já que venceu o Santo André, na primeira partida decisiva, também por 3 a 2

Sobre o Campeonato Mineiro, o atacante Diego Tardelli admitiu que o Galo se aproximou efetivamente do título.

- Nós soubemos jogar com o resultado. Diante da nossa massa, da nossa torcida, vai ficar ainda mais difícil para eles (Ipatinga) – comemorou Diego Tardelli.

Galo e Ipatinga voltam a campo no próximo domingo, no dia 2 de maio, às 16h (de Brasília), no Mineirão.

Gols - Ipatinga 2x3 Galo

Luxa destaca vantagem, mas lamenta ‘bola parada’

Técnico gostou da atuação, mas reclamou da forma como o time levou os gols

O técnico Vanderlei Luxemburgo gostou da atuação do Atlético e do resultado conquistado na primeira partida da decisão do Campeonato Mineiro, na vitória por 3 a 2 diante do Ipatinga, de virada, neste domingo, no Ipatingão. A lamentar só os dois gols sofridos, ambos oriundos em lances semelhantes, na chamada ‘bola parada’.

Com a vitória, o Atlético ampliou a vantagem no confronto com o Tigre, podendo até perder por um gol de diferença para levantar a taça no segundo e decisivo duelo, no próximo domingo, no Mineirão. Esse foi o ponto destacado pelo treinador do Galo, depois do bom resultado alcançado no primeiro jogo da final.

“Foi um grande jogo, tranquilo. Poderíamos ter ampliado ainda mais a vantagem, mas o importante é que aumentamos a vantagem que tínhamos antes de começar a partida”, destacou o técnico, valorizando a vitória. “A equipe se comportou bem, jogamos contra uma equipe que ficou parada nos esperando para os jogos decisivos, e isso conta muito. É um time veloz e rápido, que muda de direção a toda hora”, elogiou.

Entretanto, os dois gols sofridos provocaram críticas de Luxemburgo, que não gostou nada da forma como o time se posicionou nos lances. No primeiro, Joabe definiu em cobrança de escanteio. O segundo saiu em falta batida da esquerda, com Luizinho. Em ambos, a bola desviou na zaga e o goleiro Aranha não conseguiu defender. “A única coisa que eu lamento é que nós levamos dois gols de bola parada, no primeiro pau, e não podemos cometer esses erros em decisões, pois isso é fatal”, reclamou.

O lance do segundo gol do Ipatinga ocorreu pouco depois de Luxemburgo ter feito uma alteração que modificou o sistema tático da equipe. Ele tinha acabado de pôr em campo o paraguaio Benítez, voltando a utilizar o 3-5-2, que deu certo nos últimos jogos. Isso só aumentou a insatisfação do comandante. “O Correa sentiu uma dorzinha e desgaste, e decidi pôr os três zagueiros, adiantar o Carlos Alberto e fazer o pessoal do meio-campo ocupar os espaços. Mas aí, quando o Benítez entrou, levamos o segundo gol em bola parada”, observou.

Depois disso, ele mexeu novamente, trocando Leandro pelo experiente Júnior, substituição considera eficaz pelo treinador, para que o time retomasse o caminho da vitória. “O Júnior sabe jogar com três zagueiros, estava mais fresco, e fiquei com dos jogadores de meio-campo nas laterais, três zagueiros e dois volantes. O time encaixou de novo, fizemos mais um gol e eu gostei da equipe, fiquei feliz”, avaliou.

Luxemburgo disse que a partida deste domingo foi digna de uma grande decisão de campeonato, com muita emoção e lances importantes, o que também valeu um destaque do treinador. “O futebol de Minas está de parabéns. Foi o primeiro jogo de uma decisão, mas foi brilhante, com gols e alternativas, isso deixa o torcedor satisfeito”, comentou.

Ricardinho elogiou consciência da equipe no Vale do Aço

O armador Ricardinho foi a principal surpresa de Vanderlei Luxemburgo na escalação do Atlético no primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro 2010, contra o Ipatinga, no Vale do Aço, neste domingo. O experiente jogador foi um dos destaques na vitória de virada por 3 a 2 sobre o Tigre e creditou o bom resultado ao elenco alvinegro.

“Eu prefiro colocar o lado coletivo. O Atlético fez mais uma grande partida e futebol é assim. Às vezes não dá para ser perfeito, você às vezes comete erros, mas o Atlético fez mais uma partida boa, consciente, de uma equipe que vem numa evolução boa, com jogadores que sabem o que querem dentro das competições e dentro do que o clube tem como objetivos nesta temporada. O importante é que coletivamente nós estamos conseguindo resultados e com trabalho. É isso que me deixa contente”, frisou.

Para Ricardinho, os primeiros 90 minutos da decisão do Estadual foram eletrizantes e mostraram que as duas equipes mereceram ser protagonistas na final. “Foi um grande jogo. O Ipatinga tem uma equipe bem montada, que trabalha em contra-ataques, tem jogadores rápidos, tem um bom goleiro, então foi uma grande decisão. Nós conseguimos vencer e agora vamos descansar, pois é um jogo importante atrás do outro e temos que estar bem preparados para todos eles”.

Correa diz que a euforia deve ficar apenas com o torcedor

Uma vitória importante, mas que não deve significar euforia. Esse foi o pensamento do volante Correa após a vitória alvinegra sobre o Ipatinga, de virada, por 3 a 2, neste domingo, no Vale do Aço, nos primeiros 90 minutos da decisão do Campeonato Mineiro.

Para o jogador, que formou o meio-campo com Ricardinho, Zé Luís e Fabiano, a festa pelo bom resultado no Ipatingão deve ser apenas do torcedor do Atlético, já que o Galo viverá uma semana muito importante e precisa se concentrar na Copa do Brasil. “A euforia fica com o torcedor. Nós, jogadores, estamos focados, temos uma semana importante, com a Copa do Brasil. Será um jogo difícil em casa contra o Santos. Desde já a gente já pede a colaboração do torcedor. A gente sabe que o Mineirão vai estar lotado e será um jogo difícil. Agora mudamos o foco para a Copa do Brasil e depois sim, voltaremos a pensar no Ipatinga”.

Correa também fez questão de elogiar a postura do Ipatinga e disse que o time de Gilson Kleina valorizou o triunfo atleticano. “Eles valorizaram muito a nossa vitória. Jogamos contra um adversário que mostrou que chegou à final por méritos. Saímos atrás, mas a equipe teve personalidade pra jogar, para criar situações. Viramos, tomamos um gol novamente de bola parada, mas acho que fomos fortes até o final, conseguimos fazer o terceiro gol e garantimos uma vitória importante, demos um passo importante, mas ainda não tem nada decidido.”

Neymar deixa Pacaembu com vista embaçada e é dúvida para 4ª

O Santos bateu o Santo André neste domingo, no Pacaembu, e ficou ainda mais perto do título do Campeonato Paulista, mas poderá ter um enorme problema para outra importante partida, a de quarta-feira, no Mineirão, contra o Atlético-MG: Neymar.
Substituído por André no intervalo do jogo, o garoto deixou o estádio antes mesmo do apito final de Paulo César de Oliveira. Chateado e sem falar com os jornalistas, apenas acenou positivamente com a cabeça quando questionado se as dores em seu olho estavam incomodando.
Neymar caiu de maneira desajeitada na área andreense após dividida de bola com a zaga rival ainda no primeiro tempo e chegou a deixar o campo para ser atendido pelo médico, mas apenas das dores no tornozelo. Acusou o problema na vista mais tarde e precisará de exames detalhados para saber se joga ou não pela Copa do Brasil.
Se não puder contar com Neymar, o técnico Dorival Júnior deve optar pelo jogador que mudou a história do jogo deste domingo: André, atacante que substituiu a 'joia' no intervalo e, de quebra, marcou o primeiro gol santista no jogo. Madson também corre por fora pela vaga.
Paulo Henrique Ganso também deixou o campo acusando lesão e puxando a coxa, aos 47 minutos do segundo tempo, mas, a princípio, não deve ser problema para o primeiro jogo contra o Galo. "Foi apenas cãimbra nas duas pernas, mas vou para o jogo de BH", avisou o camisa 10.

Atlético-MG vence Ipatinga fora e aumenta vantagem em final "diferente"

No primeiro jogo de uma final “diferente” de Campeonato Mineiro, o Atlético-MG venceu o Ipatinga, por 3 a 2, de virada, na tarde deste domingo, no Ipatingão, ampliando sua vantagem na decisão. O time atleticano, que por ter feito melhor campanha na fase de classificação, jogava por dois empates, poderá até perder a partida de volta, no próximo domingo, no Mineirão, por um gol de diferença, que irá comemorar o 40º título estadual de sua história.

Foi uma partida emocionante e cheia de alternativas, em que o Ipatinga começou melhor, saiu à frente do placar, permitiu a reação e a virada na equipe de Luxemburgo. Quando o Atlético estava melhor em campo, criando situações para ampliar o marcador sofreu o segundo gol. Os dois marcados pelo Ipatinga foram em lances confusos, cuja autoria teve de ser definida pelo árbitro paulista Sávio Spínola Fagundes Filho. Aos 39 min da etapa final, o time da capital voltou a marcar, com Muriqui, autor de 2 gols.
O Ipatinga, que busca o seu segundo título de campeão mineiro da Primeira Divisão, terá de vencer o Atlético-MG por pelo menos dois gols de diferença, na segunda partida. O time ipatinguense conta com seu bom retrospecto no Mineirão, na atual competição, onde ainda não foi derrotado, em seis jogos ali disputados, com cinco vitórias e um empate, justamente, contra o time alvinegro.
Antes da segunda parte do confronto, no próximo domingo, às 16h, o Atlético-MG terá um outro compromisso importante e difícil pela frente. A equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo receberá o Santos, na quarta-feira, às 21h50, no Mineirão, no primeiro jogo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil. O Ipatinga, ao contrário, terá a semana inteira para se preparar para tentar repetir o que aconteceu em 2005, quando foi campeão contra o Cruzeiro, no estádio da Pampulha.
Se a participação do Atlético-MG na decisão do título já era esperada, afinal isso acontece pela quarta vez consecutiva, o Ipatinga surpreendeu ao derrotar o favorito Cruzeiro, time de melhor campanha na fase de classificação, por 3 a 1, em pleno Mineirão. E o confronto final opôs o time de melhor ataque contra a equipe menos vazada do certame.
Antes do jogo deste domingo, o Atlético-MG havia marcado 36 gols em 15 jogos, enquanto o Ipatinga tinha sido vazado apenas 14 vezes no mesmo número de partidas. Apesar do bom comportamento ofensivo no Estadual, o time atleticano chegou à primeira partida da decisão inédita, sem sofrer gols há três jogos: empate em 0 a 0 com o Democrata-GV, na semifinal do Mineiro, e vitórias sobre o Sport, por 1 a 0 e 2 a 0 pela Copa do Brasil.
Apesar do forte calor em Ipatinga, o primeiro tempo começou corrido e muito movimentado. A primeira finalização a gol foi do Atlético-MG, por meio do volante Correa, aos 3 min, que pegou de primeira cruzamento de Muriqui. A bola passou perto do gol defendido por Douglas. Depois desse ataque atleticano, no entanto, o Ipatinga se lançou à frente em uma típica pressão da equipe que joga em casa.
Num intervalo de três minutos, o goleiro Aranha foi obrigado a fazer duas boas defesas. Aos 11min, no entanto, a torcida do Ipatinga comemorou intensamente o primeiro gol, marcado por Sílvio, após cobrança de escanteio da direita. A abertura do placar pela equipe da casa tornou o jogo ainda mais movimentado, já que o Atlético procurou reagir imediatamente.
O time de Luxemburgo criou logo duas oportunidades para empatar. Na primeira, na área do adversário, Carlos Alberto tocou de primeira e Douglas pôs a escanteio, aos 13 min. No minuto seguinte, Diego Tardelli avançou pela esquerda, com liberdade, mas finalizou mal. O chute saiu fraco, facilitando a defesa do goleiro ipatinguense.
O empate atleticano saiu ainda na etapa inicial, aos 29 min, quando Diego Tardelli converteu a cobrança de pênalti do goleiro Douglas sobre o volante Correa, que estava atuando como uma espécie de homem surpresa, chegando constantemente ao ataque. Após o seu gol, o Atlético seguiu pressionando e desperdiçou pelo menos quatro chances – duas com Muriqui, uma com Werley e outra com Tardelli –, enquanto o Ipatinga pouco atacou até o final do primeiro tempo.
Os dois times voltaram com as mesmas formações para o segundo tempo e mantiveram o ritmo forte. O Ipatinga criou logo uma chance para desempatar, aos 3 min, com Joabe e teve sequência de três escanteios. O Atlético-MG respondeu com Tardelli, aos 4min, e dois minutos depois, chegou ao gol da virada, marcado por Muriqui.
O Atlético-MG teve uma grande chance para consolidar a vitória, quando Ricardinho fez boa jogada e deixou Muriqui livre para marcar. O atacante isolou a bola. E seis minutos depois, o Ipatinga empatou, por meio de Luizinho, que cobrou falta da direita e a bola entrou no gol defendido por Aranha.
Depois disso, a partida ficou aberta, com os dois times criando e desperdiçando oportunidades. Muriqui, aos 39 min, fez o terceiro gol atleticano, que soltou o grupo de “é campeão” da torcida atleticana presente no Ipatingão, mesmo com o jogo de volta. O Ipatinga não desanimou e tentou o empate até o final da partida, que teve quatro minutos de acréscimos.
IPATINGA 2 X 3 ATLÉTICO-MG
IPATINGA
Douglas; Sílvio, Max e Éber; Luizinho, Leanderson, Matheus (Afonso), Francismar (Reina) e Marinho Donizete; Danilo Dias e Joabe (Muller)
Técnico: Gilson Kleina
ATLÉTICO-MG
Aranha; Carlos Alberto, Jairo Campos, Werley e Leandro (Júnior); Zé Luís, Fabiano (Jonílson), Correa (Benítez) e Ricardinho; Muriqui e Diego Tardelli
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Data: 25/4/2010 – domingo
Local: Estádio Ipatingão, em Ipatinga (MG)
Árbitro: Sálvio Spíndola Fagundes Filho (Fifa-SP)
Auxiliares: Emerson Carvalho (Fifa-SP) e Vicente Romano (SP)
Cartões amarelos:
Jonílson (A) Gols: Joabe, aos 11 min, Diego Tardelli, aos 29 min do primeiro tempo; Muriqui, aos 6 min e Luizinho, aos 28 min e Muriqui, aos 39 min do segundo tempo

Auxiliar de Luxemburgo acompanha Santos de perto

Embora conheça a maioria do elenco do Santos, o técnico Wanderley Luxemburgo mandou um espião para observar o rival do Atlético-MG nas quartas de final da Copa do Brasil. Auxiliar do Galo, Nei Pandolfo acompanha o Peixe na final deste domingo do Campeonato Paulista contra o Santo André, no Pacaembu.

"Trabalhamos com o Santos até o fim do ano passado, mas é uma equipe que evoluiu bastante, então estou acompanhando de perto", justificou o assistente de Luxemburgo.

Na visão de Nei Pandolfo, Luxemburgo também deve ter créditos pela montagem do badalado Santos de 2010. O auxiliar lembra da participação do "chefe" no crescimento de atletas como Paulo Henrique Ganso e Neymar.

"No final do ano passado, tanto o Paulo Henrique como o Neymar já estavam apresentando um bom futebol. Os trabalhos do Luxemburgo sempre deixam frutos positivos", ponderou Nei Pandolfo.

O confronto entre Atlético-MG e Santos começa nesta quarta-feira, às 21h50, no Mineirão. A partida de volta está marcada para a semana seguinte, na Vila Belmiro.

Audio

Narração do gol da final de 99, Lincoln Galo 1 a 0 no Coelhão. Mario Henrique (Caixa)


Clique no botão de Download abaixo para baixar o arquivo


 

Torcedores estão confiantes Time tenta seu 40º título estadual

Fabiano não pensa na artilharia do Mineiro e "dispensa" ajuda de Tardelli

Com três gols a menos que Eraldo, do Democrata-GV, o volante Fabiano, do Atlético-MG, diz não ter o objetivo de se tornar o artilheiro do Campeonato Mineiro. Nem mesmo a fala do atacante Diego Tardelli, que se dispõe a ajudar o companheiro nessa tarefa, o faz pensar em ser o principal goleador da competição.

“Não penso em ser artilheiro do Campeonato Mineiro, nunca passou e nem vai passar na minha cabeça, ter de fazer, três, quatro gols para ser o artilheiro. Prefiro conquistar títulos pelo Atlético e isso está próximo de acontecer”, afirmou Fabiano, que balançou as redes adversárias oito vezes no Estadual, estando atrás de Eraldo (11) e Ademílson (nove). Os dois já encerraram suas participações no torneio.

Em sua entrevista coletiva na Cidade do Galo, na última sexta-feira, Diego Tardelli, que marcou cinco gols no Mineiro, disse que poderá dar uma mãozinha para seu companheiro se tornar artilheiro. “Se tiver dois pênaltis na partida, de repente eu o deixou bater um para poder ajudar na artilharia”, comentou.

O atacante alvinegro demonstra, no entanto, estar bem entrosado com o companheiro também fora de campo. “Com certeza ele não pensa em marcar os gols, seu objetivo não é ir para o ataque fazer gols. Mas se tiver uma oportunidade eu sei que ele vai tentar marcar”, comentou Tardelli.

Fabiano, por sua vez, demonstra não estar mesmo preocupado com metas individuais. Tanto que ele disse que não aceitará o presente do companheiro e não pretende cobrar pênalti, se isso acontecer, durante os jogos contra o Ipatinga.
“Não, me deixa fora disso, deixa o pênalti para ele bater”, brincou o volante, que destacou a qualidade dos atacantes atleticanos. “Temos atacantes de muita qualidade, que sabem melhor do que eu fazer os gols. Meu objetivo é marcar, se tiver uma oportunidade eu posso tentar fazer os gols para ajudar”, disse.

Genro do técnico Vanderlei Luxemburgo, Fabiano tem se destacado nesta temporada pelo Atlético, inclusive pela marcação de gols. Além dos oito assinalados no Estadual, ele já fez outros três este ano, totalizando 11 até o momento em 2010. dessa forma, ele é o vice-goleador atleticano na temporada, atrás apenas de Obina, com 12, que se recupera de cirurgia.

Por causa dos gols marcados este ano, Fabiano espera enfrentar uma marcação especial do Ipatinga. “Estou consciente que assim como a gente estuda os nossos adversários, eles também nos estudam e com certeza já sabem os nossos pontos fortes e como parar a gente”, afirmou.

Luxa diz que Aranha foi o jogador que mais evoluiu sob o seu comando

Sem levar gol há três jogos, o goleiro do Atlético-MG, Aranha foi elogiado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo. Segundo o treinador atleticano, o camisa um é o atleta que mais evoluiu desde a sua chegada ao clube mineiro no início desta temporada.
“O Aranha foi o jogador que mais evoluiu no Atlético, tanto fisicamente quanto tecnicamente, ele está melhor fisicamente, chegou um pouco acima do peso e para um goleiro da altura dele não dá para ir bem acima do peso”, disse Vanderlei Luxemburgo.
Aranha conquistou a primeira sequência de três jogos sem sofrer gol do Atlético na atual temporada. O camisa 1 passou em branco nas duas vitórias do time mineiro sobre o Sport, pela Copa do Brasil e no jogo de volta, contra o Democrata, no final de semana passado pela semifinal do Campeonato Mineiro.
Apesar do bom momento vivido por Aranha, Luxemburgo destaca que o jogador não é o dono da posição de titular. “O Aranha está bem, mas se vai permanecer como titular só depende dele. Se mantiver a boa fase, se continuar crescendo vai continuar, se não, tenho o Carini, Marcelo e o Renan Ribeiro como opções”, destacou Luxemburgo.
Para o treinador, a confiança passada pela comissão técnica a Aranha tem sido importante para a evolução do goleiro. “Desde que eu cheguei aqui eu passei a confiança para o Aranha. Decidi por ele como titular, trouxe o Marcelo para ter mais opções e falei que quem mostrasse qualidade seria o titular. É importante se passar confiança aos jogadores, não só ao Aranha, mas todos do elenco”, comentou Luxemburgo.

Se passar em branco nos dois confrontos contra o Ipatinga, pelo Campeonato Mineiro, o primeiro acontecerá neste domingo, às 16h, Aranha garantirá o título Estadual para o Atlético, que por ter feito a melhor campanha na fase de classificação da competição joga com a vantagem de ter dois empates.

Preocupação no Galo

Atlético tem oito pendurados contra apenas três do Ipatinga na decisão do Mineiro

Contra o Democrata, o Atlético/MG se “comportou” bem e nenhum jogador recebeu cartão amarelo. Agora, o objetivo de não ser advertido continua nesta primeira partida da decisão do Campeonato Mineiro contra o Ipatinga. No total, são oito jogadores do Galo pendurados contra apenas três do Ipatinga.


Jogadores fundamentais no esquema do técnico Vanderlei Luxemburgo, como os zagueiros Jairo Campos e Cáceres; o lateral Leandro, os volantes Corrêa e Zé Luís; e o atacante Muriqui acumulam dois cartões amarelos e podem ficar fora da segunda e decisiva partida no próximo final de semana.
Além deles, o volante Jonilson e o atacante Obina também estão pendurados, porém o primeiro fica como opção no banco, enquanto que o baiano não joga as finais por conta de contusão.
Do lado do Ipatinga, estão pendurados os zagueiros Eber e Patrick; e o meia Danilo Dias. Mas o time do interior não terá neste domingo, dia 25 de abril, o volante Max Carrasco e o atacante Alessandro, expulsos na última partida contra o Cruzeiro. Alessandro não joga nem o segundo jogo, pois além do cartão vermelho recebeu também o terceiro amarelo. Por isso terá que cumprir dois jogos de suspensão.

Mais de 50 mil ingressos vendidos para próximos jogos

A procura por ingressos para os dois próximos jogos do Atlético no Mineirão, contra o Santos, quarta-feira, às 21h50, pela Copa do Brasil, e o Ipatinga, domingo, 2 de maio, às 16h, na decisão do Campeonato Mineiro, mobilizou grande número de torcedores do Galo nos últimos dois dias. Longas filas foram formadas na sede administrativa do clube, em Lourdes, neste sábado. Já foram comercializadas mais de 50 mil entradas na venda casada para as duas partidas.
De acordo com balanço divulgado na noite deste sábado, para a decisão do Mineiro já foram comercializados 26.454 ingressos. Para o confronto com o Santos, abrindo o duelo nas quartas de final da Copa do Brasil, o número de bilhetes vendidos chegou a 25.146. Restam poucas entradas para os portões 3 e 6 do Mineirão. A venda prossegue nos próximos dias. Confira locais e horários:
Domingo (25/4)
9h às 14h – Sede de Lourdes e Labareda
Segunda-feira (26/4)
11h às 20h – Sede de Lourdes
9h às 17h – Labareda, Class Club Sion, Class Club Buritis, Loja do Galo Betim e Loja do Galo Barreiro.
Terça-feira (27/4)
11h às 20h – Sede de Lourdes
9h às 17h – Labareda, Class Club Sion, Class Club Buritis, Loja do Galo Betim e Loja do Galo Barreiro.
Quarta-feira (28/4) (Somente para Atlético x Santos)
9h às 15h – Sede de Lourdes e Labareda
Mineirão
9h às 22h35 – Bilheteria 3
19h às 22h35 – Bilheterias 1 e 2 e Guichês dos Portões 1 e 14
19h às 23h05 – Bilheteria 4
Preços
Cadeira Especial (Portões 1 e 14) – R$ 50,00
Cadeira Superior Central (Portão 7A) – R$ 25,00
Cadeira Superior Lateral (Portões 3, 6, 9 e 12) – R$ 25,00
Cadeira de Setor (Portão 13) – R$ 25,00
Cadeira Inferir Central (Portões 7 e 8 ) – R$ 25,00
Geral (Portões 4, 5, 10 e 11) – R$ 10,00

Torcida visitante – Cadeira de Setor (Portão 2) – R$ 25,00

- Meia entrada para todos os setores, mediante apresentação dos documentos necessários tanto na compra do ingresso como no acesso ao estádio. (Documento de identidade para maiores de 60 anos e carteira de estudante juntamente com o comprovante de matrícula ou de pagamento da mensalidade para estudantes)

Endereços dos postos de venda:
Sede do Atlético (Av. Olegário Maciel, 1516 – Lourdes)
Loja Class Club Buritis (Av. Prof. Mário Werneck, 2335, loja 01 – Buritis)
Loja Class Club Sion (Av. Bandeirantes, 20, loja 01, Praça Alaska – Sion)
Loja do Galo Betim (Av. Governador Valadares, 88 – Centro – Betim/MG)
Labareda (Av. Portugal, 4.020 – Itapoã)
Loja do Galo Barreiro (Avenida Sinfrônio Brochado, 191)
OBS: A venda de ingressos para a finalíssima do Campeonato Mineiro será interrompida na quarta-feira, dia do jogo contra o Santos, e retomada na quinta-feira

sábado, 24 de abril de 2010

Atlético-MG x Ipatinga

Time mais velho contra o mais novo

 

Atacante do Rio Branco está acertando com o galo

A jovem revelação do Rio Branco, o atacante Índio, deve se transferir nos próximos dias para o Atlético-MG. O atleta recebeu proposta do clube mineiro e já teria acertado até as bases salariais. Índio vai se reunir com a diretoria do Tigre para assinar sua rescisão de contrato, que vence no próximo dia 31 de maio. Leandro da Silva Neves, 18, começou sua carreira no próprio Rio Branco, no ano de 2007 foi negociado com o Grupo Sondas e após o vice-campeonato da Copa São Paulo de 2008, se transferiu para o Santos, onde passou por cirurgia no joelho e acabou não sendo aproveitado pelo clube da baixada santista. No final de 2009, Índio retornou ao clube americanense para disputa da Copa São Paulo e também o Paulistão deste ano. O jogador foi titular em toda Copinha e também atuou em alguns jogos do Paulista A1, marcando o gol da equipe americanense na despedida do campeonato estadual.

Conheça os troféus que serão entregues aos finalistas do Campeonato Mineiro

Ipatinga e Atlético iniciam a luta pelo título neste domingo, no Ipatingão

O objeto de desejo dos jogadores de Ipatinga e Atlético já está pronto para ser entregue. Os troféus do Campeonato Mineiro foram apresentados e chamam a atenção pelo peso: são mais de 20 quilos de puro aço carbono.

Neste domingo, Tigre e Galo iniciam a luta para conquistar mais um título estadual. A primeira partida será realizada no Ipatingão, às 16h (de Brasília). Mais de dez mil ingressos já foram vendidos.

Ao campeão será entregue um troféu dourado. Já ao segundo lugar será destinado o troféu prateado. Ambos foram confeccionados à mão, desde o início até o fim do processo. É uma obra inteiramente artesanal.

O detalhe é que a parte superior da taça é arredondada e dividida em 11 partes. Cada porção serve para homenagear os 11 atletas que entram em campo.

Caberá ao atacante Diego Tardelli, capitão do Atlético, ou ao lateral direito Luizinho, capitão do Ipatinga, a honra de mais uma vez levantar a taça. A festa já tem data para acontecer. O encontro final está marcado para o dia 2 de maio, no Mineirão.

Se não sofrer gols, Aranha garantirá o título mineiro ao Atlético

Em franco crescimento, goleiro do Galo já não leva gols há três partidas

Se não sofrer gols nas duas próximas partidas do Campeonato Mineiro, o Atlético conquistará o título de campeão. Isso porque, por ter feito melhor campanha na primeira fase da competição (3º x 5º), o Galo jogará por dois empates ou por uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols.

E um jogador em especial é muito importante para a equipe. É o goleiro Aranha, que não levou nenhum gol nas últimas três partidas que disputou. O Galo passou ileso nos dois confrontos com o Sport (1 a 0 e 2 a 0), pela Copa do Brasil, e na segunda partida das semifinais do Mineiro, contra o Democrata (0 a 0).

Em franco crescimento, o goleiro atleticano começa a ganhar novamente a confiança do torcedor alvinegro. As cobranças e pedidos por Carini e Renan Ribeiro diminuíram bastante nos últimos jogos.

- É a primeira decisão que eu tenho aqui no Atlético. É a mais importante da minha carreira. Como o confronto com o Ipatinga é o mais próximo, temos que ter concentração total para vencer – disse o goleiro do Atlético, Aranha.

Nesta temporada, o goleiro disputou 15 partidas e sofreu 14 gols. Contra o Sport, na Ilha do Retiro, Aranha foi muito bem e evitou maiores dificuldades na classificação para as quartas de final da Copa do Brasil.

Agora, pelo Mineiro, diante do Ipatinga, a expectativa é de mais um grande resultado.

- A gente tem um bom aproveitamento na cidade de Ipatinga. Tivemos passagens felizes por lá. Agora, a gente espera ir lá mais uma vez e conseguir fazer um bom jogo. O Ipatinga já demonstrou contra o Cruzeiro que é uma boa equipe e que tem chance de ser campeã – disse, com respeito, o goleiro titular do Galo.

Atlético e Ipatinga se enfrentam neste domingo, às 16h (de Brasília), no Ipatingão, pela primeira partida das finais do Campeonato Mineiro.

Goleiro do Ipatinga estuda o Galo

Douglas diz que Tigre não chegou à final do Mineiro por acaso e lembra favoritismo do Cruzeiro

Não só no campo o Ipatinga se prepara para enfrentar o Atlético/MG na decisão do Campeonato Mineiro de 2010. Fora dele tem muito estudo. Pelo menos foi isso o que disse o goleiro Douglas, destaque do Tigre no Estadual, e que pregou respeito ao Galo, adversário já neste domingo, dia 25 de abril, às 16h, no Ipatingão.

“A gente está trabalhando nisso e Deus tem reservado coisas boas para a gente. Não foi por acaso que chegamos na final. Vamos estar concentrados porque não vamos jogar contra qualquer equipe. É o Atlético, um clube grande, então vamos estudar bem eles para não ter surpresas, assim, nós é que vamos surpreender”, afirmou Douglas em entrevista à Rádio Itatiaia.
Para falar sobre favoritismo, mesmo ressaltando a humildade, o goleiro do Ipatinga não precisou ir muito longe para dizer que acredita no título do seu clube. Bastou lembrar que, diante do Cruzeiro, o favoritismo também não era do Tigre, que no final acabou ficando com a vaga.
“Se for ver por porcentagem de favoritismo acho que era 100% de chance do Cruzeiro estar na final. Então é só a gente mesmo acreditando no Ipatinga e vamos trabalhando aqui quietinhos”, avaliou.

'Já trabalhei com grandes treinadores. O melhor é o Luxemburgo', revela Maicon

Lateral da seleção e do Inter elogia o técnico, hoje no Galo, com quem foi campeão mineiro, da Copa do Brasil e do Brasileiro em 2003 pelo Cruzeiro

- O Mourinho é bom. Se está ganhando é porque é bom. Já trabalhei com grandes treinadores, mas o melhor de todos foi o Vanderlei Luxemburgo. Tratando-se de equipe e pelo que ele fez com a gente em 2003 no Cruzeiro, ele é o melhor - disse Maicon, que, naquele ano, sob as ordens do atual técnico atleticano, sagrou-se campeão mineiro, brasileiro e da Copa do Brasil.

A frase foi dita em entrevista a Galvão Bueno para o "Esporte Espeacular", e vai ao ar no programa deste domingo.

Luxemburgo teve a oportunidade de devolver o elogio:

- Fico feliz. Quando cheguei no Cruzeiro, o Maicon tinha um potencial fantástico. Ensinei bastante para ele. Fico satisfeito, depois de tantos anos, de vê-lo como está agora - comentou o treinador, hoje no Atlético Mineiro.

- Trabalhar com ele de novo? Só se ele vier para o Galo ou eu for para o Internazionale. Na seleção, o Dunga está lá - acrescentou Luxemburgo.

Contrário ao 3-5-2, Luxa deve escalar Atlético dessa forma pela 3ª vez

Apesar de se dizer “totalmente contrário” ao esquema 3-5-2, que foi utilizado nos dois últimos jogos do Atlético-MG, o técnico Vanderlei Luxemburgo pode manter o sistema tático para a primeira partida da decisão do título mineiro, neste domingo, às 16h, contra o Ipatinga.

DELEGAÇÃO ATLÉTICANA

POSIÇÕESJOGADORES
Goleiros:Aranha, Carini, Marcelo, Renan Ribeiro
Laterais:Coelho, Leandro, Júnior, Rafael Cruz, Sheslon
Zagueiros:Benítez, Cáceres, Jairo Campos, Lima, Samuel, Werley
Volantes:Carlos Alberto, Correa, Fabiano, Jataí, Jonílson, Serginho, Zé Luis
Meias:Evandro, Giovanni, Hugo, Renan Oliveira, Ricardinho
Atacantes:Cristiano, Diego Tardelli, Marques, Muriqui, Obina, Pedro Paulo, Reinaldo
 
“Não posso deixar de jogar com três zagueiros, pela necessidade do futebol, porque eu não gosto de três zagueiros. Tenho de ser profissional e saber como funciona e no momento que precisar coloco, não por gostar, mas por ser necessário colocar”, afirmou o treinador atleticano.
O volante Fabiano acredita que com três zagueiros, ele tenha mais liberdade. “No ultimo jogo o Luxemburgo falou que eu e o Correa teríamos mais liberdade para chegar à frente”, comentou o jogador, referindo-se à vitória sobre o Sport, por 2 a 0, quarta-feira passada, pela Copa do Brasil.
Segundo Fabiano, com três zagueiros e dois volantes têm de chegar mais ao ataque, para que o time não fique excessivamente recuado. “Esse esquema dá sim mais liberdade para a gente, mas temos de ter atenção na marcação”, ressaltou.
Para Luxemburgo, os jogadores do elenco atleticano já conhecem as necessidades da comissão técnica e da equipe. “Estamos com um elenco já conhecendo as nossas necessidades, aquilo que podemos fazer, como se posiciona como se joga de uma forma ou de outra, como vai encaixar”, afirmou.
O treinador revelou ainda que já identificou os jogadores que podem exercer determinada função. “É importante querer fazer determinada função com um jogador que pode fazer, não adianta querer impor característica se ele não consegue”,. Destacou. “Estamos caminhando nas competições, é muito importante isso”, acrescentou.
Luxemburgo observou que não vê no atual futebol brasileiro, como acontecia antigamente, aquela equipe que saía e ganhava com propriedade. “Hoje, não tem mais grandes equipes e grandes jogadores que desequilibravam, e faziam diferença. É importante ter elenco à disposição, as competições são mais acirradas, há maior importância dos campões, estádios, de jogar em casa”, analisou.

Para Tardelli, final do Mineiro será diferente, mas equilibrada

O atacante Diego Tardelli, do Atlético-MG, admite que esperava enfrentar o Cruzeiro na decisão do título mineiro, mas garante que há respeito total ao Ipatinga. Segundo ele, o time ipatinguense chega para a final do Estadual por méritos e em condições de ser campeão.
“Eles são fortes lá, jogam bem em casa, é um time de muita qualidade. Temos de respeitar, independente da tradição e de ser clássico ou não”, destacou Tardelli. Para o atacante atleticano, o Ipatinga já provou ao eliminar o Cruzeiro na semifinal, com uma vitória por 3 a 1, no Mineirão, que é um adversário difícil.
“As duas equipes mereceram chegar a final, mostraram que merece. Temos jogos decisivos agora no domingo e outro na quarta, mas temos de pensar em uma decisão de cada vez. A primeira é no domingo”, observou Diego Tardelli.
O atacante, que está no Atlético-MG desde o início de 2009, enfatiza o fato de ser um adversário diferente do costume. Cruzeiro e Atlético decidiram, por exemplo, os três últimos títulos, com vitória alvinegra em 2007 e conquistas celestes em 2008 e 2009.
“São adversários diferentes do acostumado. São as equipes do interior surpreendendo e mostrando sua força. Todos esperavam o Cruzeiro, mas só chega à final quem merece e o Ipatinga mostrou sua qualidade. Vai ser uma final diferente, porém equilibrada”, analisou.
“Não será Atlético e Cruzeiro, mas será um adversário difícil. O Cruzeiro tem uma grande equipe, mas não é imbatível, e acho que foi eliminado por seu treinador ter confiança no elenco e achou que chegaria à final”, comentou Tardelli.
O volante Fabiano concorda com seu companheiro e destaca os méritos do Ipatinga por ter chegado à final. “Nos últimos anos ele já tem surpreendido, mostrado a sua força. Sabemos que o treinador deles é competente, está fazendo um bom trabalho, mexe muito com a motivação dos jogadores. Os atletas têm muita qualidade e por isso chegaram à final eliminando o Cruzeiro”, disse.

“Quando se inicia um campeonato regional fica com esta coisa que a final tem de ser Atlético e Cruzeiro, mas a gente sabe que não é assim, o que se espera às vezes, não é o que acontece. Em todo o Brasil tem equipes do interior mostrando a sua força, temos de ir para o jogo, entrar concentrados respeitando o Ipatinga, que é uma grande equipe”, disse.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

MÉNDEZ Y VERA LE DICEN ADIOS A LIGA.

El pronunciamiento de última hora por parte de Liga hacia los medios señalan malas nuevas para el Rey de Copas.

Méndez adelantó su inclusión al club Brasileño Atlético Mineiro, y su salida del equipo albo será dentro de dos semanas, es decir que el partido contra Deportivo Cuenca será el último del “Quinito” en Liga.

Bauza y la dirigencia decidieron dar el visto bueno a la salida del jugador oriundo del Valle del Chota, explicaron que no pueden retenerlo si su deseo es partir.

Otro de los jugadores cuya salida es casi un hecho es Enrique Vera, el paraguayo fue convocado por Gerardo “El Tata” Martino, para estar en los partidos amistosos de su selección previos al mundial.

El deseo del “Ramber” es seguir en Liga luego del mundial, pero esto se dificulta ya que su pase le pertenece al América de México, club que ha pronunciado que negociará a Vera en el mercado europeo, que si eso no se
da lo colocarán en el mercado de piernas, y que si en esa segunda instancia no se logra transferirlo, recién escucharán propuestas de clubes sudamericanos.

Las cosas se dificultarán para el segundo semestre, la dirigencia de seguro estará en busca de los reemplazos para estos dos grandes iconos de Liga que le dieron muchas alegrías a la hinchada.

Mascotes dos times brasileiros se preparam para suar a camisa no Desafio Espetacular



A 1ª parte deste desafio você confere neste domingo dia 25/04/2010 no Esporte Espetacular

Luxemburgo admite que atletas do Atlético-MG vivem "duas decisões"

Embora faça questão de dizer que a atenção do Atlético-MG está voltada para o primeiro jogo da final do Mineiro, domingo, às 16h, no Ipatingão, contra o Ipatinga, o técnico Vanderlei Luxemburgo sabe que não há como evitar que os jogadores já pensem também na partida contra o Santos. Por isso, o treinador atleticano quer que os atletas vivam intensamente as duas decisões.
“Não tem de falar do jogo de quarta-feira, se tem jogo decisivo no domingo, mas também eu não sou burro de entender que os jogadores estão pensando no jogo de quarta-feira. Como eles não iriam pensar em um jogo importante. Eu acho que ele s têm de viver os jogos importantes, domingo, quarta, por competições diferentes, tem de canalizar”, comentou o treinador atleticano.
Segundo Luxemburgo, cabe a ele como treinador trabalhar para que uma situação não prejudique a outra. “Não adianta pensar em quarta-feira 100% se tem um jogo decisivo no domingo, mas não pode deixar de pensar na quarta-feira já que estamos envolvidos naquilo que queríamos que é chegar às decisões”, observou.
Para Luxemburgo, é preciso pensar no total, mas saber direcionar o momento certo para aquela competição. “E a competição do momento certo é o jogo de domingo, mas não podemos deixar de pensar no jogo de quarta-feira, não tem como não pensar”, observou o técnico do Atlético-MG.

Na decisão do Mineiro, o Atlético-MG joga com a vantagem de ser campeão com dois empates ou com vitória e derrota pela mesma diferença de gols. O primeiro jogo será no Ipatingão e o segundo, no dia 2 de maio, no Mineirão.
Já contra o Santos, pelas quartas de final, a primeira partida será em Belo Horizonte, no Mineirão, na quarta-feira, às 21h50, e o jogo da volta terá mando do Santos.
Apesar de o técnico Vanderlei Luxemburgo entender que não há como os jogadores do Atlético-MG pensarem exclusivamente no jogo contra o Ipatinga, no domingo, às 16h, que abre a decisão do Campeonato Mineiro, Fabiano receita a estratégia de visar um adversário por vez.
“Não podemos pensar no que vai acontecer daqui a duas semanas, temos de pensar no jogo de domingo, uma vitória vai nos dar motivação para quarta-feira. Então, temos de parar de pensar no que vai acontecer daqui a duas semanas, nossa decisão é no domingo”, disse Fabiano, que tem sido um dos destaques do time atleticano na maioria dos últimos jogos.

Para motivar o Atlético, Luxa leva até atletas machucados a Ipatinga

Todos os jogadores que estão trabalhando no Atlético-MG no momento, incluindo os contundidos como o atacante Obina e o volante Serginho, que se recuperam de cirurgias, foram incluídos pelo técnico Vanderlei Luxemburgo na delegação que viaja a Ipatinga, neste sábado. No domingo, às 16h, no Ipatingão, haverá o primeiro jogo da decisão do Mineiro.
Dessa forma, o treinador atleticano levará 34 atletas para o Vale do Aço, com o objetivo de unir ainda mais o elenco do clube, em um momento de decisão na temporada. Além dos atletas, Luxemburgo levará também a Ipatinga todo o “staff” do departamento de futebol.
“Vão todos na delegação. Todos os jogadores e todo o staff. Desde o assistente de roupeiro até o último jogador do elenco. Vamos fazer com que todos se sintam motivados, vamos mostrar que eles fazem parte do clube”, afirmou o treinador atleticano. “É uma motivação para todos. Se vai ganhar ou não é uma outra história, mas é importante a participação de todos”, acrescentou.
Ele citou o caso do atacante Obina, que foi submetido no último dia 6 a uma cirurgia no tornozelo esquerdo e nem mesmo iniciou os trabalhos de fisioterapia, já que está com o local ainda imobilizado. “O Obina, por exemplo, lutou para caramba com a gente, então, ele tem de participar de alguma forma. Eu conversei com todos e eles aceitam ir numa boa. Então, vamos levar todo mundo”, observou.
Entre os 34 jogadores que viajarão, em dois voos fretados para Ipatinga, na tarde deste sábado, estão alguns que terão como função dar força e apoiar os companheiros em condições de entrar em campo. São os casos, não só de Obina, mas do volante Serginho, o meia Hugo e o lateral-direito Coelho.
Nessa grande delegação montada por Luxemburgo, que já adotou procedimento semelhante em outros clubes que dirigiu, também em momentos decisivos, haverá lugar até mesmo para o atacante Reinaldo, ex-Botafogo, e o zagueiro Lima, que não são jogadores contratados pelo Atlético. O primeiro segue em recuperação de cirurgia na Cidade do Galo e o segundo já treina com bola, após fazer tratamento, mas depende de questões administrativas.
Um jogador, que estava em tratamento de lesão muscular, mas que foi liberado pelo departamento médico é o zagueiro paraguaio Cáceres. Ele treinou nesta sexta-feira, participando do coletivo entre reservas e juniores, que foi realizado na Cidade do Galo. Dessa forma, o jogador poderá ficar à disposição de Luxemburgo.

Os jogadores atleticanos não ficaram concentrados nessa sexta-feira. Ele foram liberados e dormirão em suas casas, reapresentando-se na manhã de sábado. Depois de um treinamento, os atletas almoçam no CT e viajam na parte da tarde para Ipatinga.

Luxemburgo admite dificuldade em não pensar no jogo contra o Santos

Técnico, porém, ressalta a necessidade de foco na decisão do Mineiro. E minimiza força do Peixe, time-sensação da temporada

O Atlético-MG tem uma maratona de jogos difíceis nas competições que disputa. No domingo, o time enfrenta o Ipatinga, às 16h (de Brasília), no primeiro jogo da decisão do Campeonato Mineiro. Na próxima quarta-feira, às 21h50m, o adversário será o poderoso Santos, de Robinho, Neymar e Paulo Henrique Ganso, pela quartas de final da Copa do Brasil.

Nesta sexta-feira, o técnico Vanderlei Luxemburgo começou a trabalhar a equipe para o primeiro compromisso. O comandante exigiu o foco no Ipatinga, apesar de reconhecer que é muito difícil não pensar na partida diante do Santos.

- Por enquanto, não tem que falar do jogo de quarta se tem jogo no domingo. Mas não sou burro de pensar que os jogadores não estão pensando no Santos. Temos que pensar no total, mas temos que saber direcionar o foco – disse o treinador do Galo.
A intenção é garantir um bom resultado para jogar com mais confiança na quarta-feira, pela Copa do Brasil. Sobre o confronto com o Santos, Vanderlei Luxemburgo vê um duelo bastante equilibrado. E minimizou a força do Santos, equipe-sensação deste ano no futebol brasileiro.

- Estamos caminhando nas competições. Não vejo hoje aquela equipe que saía para ganhar e ganhava com propriedade. Hoje, você não tem mais grandes equipes e grandes jogadores que desequilibravam e faziam a diferença – disse o treinador do Galo.

Para domingo, a maior possibilidade é que o treinador atleticano escale o time  novamente com três zagueiros, assim como nas duas últimas partidas, diante do Democrata-GV e do Sport. As atuações do trio Benítez, Werley e Jairo Campos agradaram bastante. A defesa, por sinal, não leva um gol há três jogos.

- Eu sou contra jogar com três zagueiros, mas, quando achar necessário, vou colocar – falou Luxemburgo.

O time para encarar o Ipatinga deve ser o mesmo que inicia partida contra o Sport, em plena Ilha do Retiro. Porém, desta vez, a pressão deve ser menor, já que a torcida alvinegra no Vale do Aço é enorme e deve lotar o Ipatingão.

Para a partida diante do Ipatinga, Luxemburgo vai levar uma enorme delegação. Serão dois voos fretados, com 34 jogadores, incluindo até mesmo os contundidos Serginho, Hugo e Obina.